Israel saberá quando o Irã começar a produzir armas nucleares, afirma antigo chefe do Mossad
                                       

                            
                       
                   Conversas entre o Irã e os EUA, Rússia, China, Grã-Bretanha, França e Alemanha sobre o plano nuclear iraniano devem começar no dia 13 de Abril, e altos funcionários em Jerusalém estimam que Israel esperará pelo menos três meses pelo resultado destas conversações e pelo efeito do embargo de óleo sobre o Irã.  As conversas provavelmente aconteceram em Genebra.

Entretanto, Meir Huberman “Dagan”, o antigo chefe do Serviço de Inteligência de Israel (Mossad), falando em um evento em um Hospital , disse que acredita que Israel saberá quando o Irã passar para a etapa de produção de arma nuclear, para o enriquecendo de urânio a um grau de 90 por cento.

Disse também que nessa etapa Israel terá que atacar os locais nucleares iranianos se a comunidade internacional não freia seu programa. Conclui que atualmente Israel não deverá atacar o Irã, e que um ataque às instalações nucleares deverá ser um último recurso. Ele acredita que a Aeronáutica israelense tem a grande capacidade de danificar os locais nucleares do Irã, mas advertiu que tal ação terá repercussões sérias. E adicionou que em caso de um ataque israelense, centenas de mísseis serão arremessadas em Israel.

O presidente Barack Obama fez um apelo direto aos iranianos, dizendo que “não havia nenhuma razão para os Estados Unidos e Irã estarem divididos”. Numa mensagem de vídeo que marca o ano novo persa, conhecido como Nowruz, Obama disse que os EUA procura um diálogo com os iranianos para ouvir seus pontos de vista e entende suas aspirações. E, duramente criticou o governo iraniano por montar uma “cortina eletrônica” ao redor do seu povo evitando o acesso deste ao mundo exterior.

Israel tem estado em conversas constantes com a administração de EUA e a UE em preparação para as conversas no mês de Abril. Um importante funcionário israelense disse que Helga Schmidt, deputado à União Europeia visitou Jerusalém alguns dias atrás e discutiu sobre o assunto iraniano.

Schmidt expressou preocupação sobre a possibilidade de uma ação israelense unilateral contra Irã. Washington e outras capitais europeias expressaram preocupações que uma “quebra” das conversas levaria a uma intensificação significativa e exigirá um exame sério de uma opção militar.

O primeiro Ministro Benjamin Netanyahu disse que Israel deve se preparar para atacar o Irã e uma decisão de quando isso aconteceria, não será tomada nos próximos dias, semanas mas também  não será para anos.

Traduzido e adaptado de Worthy News
                          
                   
postagem

0 comentarios de amigos:

Postar um comentário

Obrigado por comentar,
Atenção: caso este link de download não esteja disponível nos avise neste post que iremos providenciar assim que possível.

Deus abençoe